Tem gente que acha que basta usar desodorante, água quente, amaciante ou lysoform pra resolver! Negativo, fazendo o uso errado o mau cheiro piora. Você pode até sentir um cheirinho gostoso de início, mas é só as coisas esquentarem que a situação fede completamente.

O que gera o mal cheiro nas roupas e no corpo?

Que o suor não tem cheiro ruim é um fato. O que causa aquele odor “cecê” é a proliferação de bactérias que entram no tecido com a umidade. O suor é natural do nosso corpo e não devemos bloqueá-lo com os tais anti-transpirantes, que além de piorar as coisas ainda fazem um mal terrível para nossa saúde.

Em contra partida o mau cheio não é natural e as bactérias causadoras do “cecê” adoram um atleta suado e quente para proliferarem. Elas se agarram nas nossas roupas quando não tomamos os devidos cuidados e ficam por meses e anos. Quem nunca olhou para uma camisa e disse: “Essa camisa é linda mas sempre que uso fico fedida” ou pior quem numa usou uma camisa pela primeira vez e ficou completamente fedida após uma sessão de treino?

Existem várias formas de prevenir o acumulo destas bactérias e até mesmo de eliminá-la de uma roupa já contaminada. Agora que você conhece os motivos do mau cheio vamos aos novos hábitos para eliminar estas bactérias de uma vez por todas da vida.

Passo a passo para evitar o mau cheiro nas suas roupas esportivas

Tem tecidos que são mais propensos ao mau cheio. Os sintéticos, como o poliéster e outros tecidos geralmente usados nas roupas de corrida, academia estão no top da lista do mau cheio. Isso porque as fibras são muito fechadas, diferente das fibras naturais, como o algodão, que distribuem melhor a umidade.

Antes de usar uma roupa esportiva nova é imprescindível lavar para eliminar eventual microrganismo que possa ter se proliferado, por exemplo pelo armazenamento em locais úmidos e tirar a química do processo de confecção.

  1. Crie o hábito de enxaguar as roupas suadas antes de colocá-los na lavanderia. Enxaguar as roupas suadas remove o excesso da transpiração que se acumulam no tecido. Isso vai reduz o risco de manchas e mau cheiro impregnado.
  2. Não coloque as roupas úmidas no cesto da roupa suja, esse é um prato cheio para as bactérias do mau cheio se multiplicarem na sua roupa
  3. Lave as roupas suadas o quanto antes. Não dê tempo para as bactérias agirem!
  4. Troque suas roupas regularmente. Jamais use a mesma roupa para treinar dois dias seguidos, mesmo que sua roupa esteja cheirosa (esse é um disfarce das bactérias que amam roupas esportivas)
  5. Os antitranspirante são os culpados pelas manchas de suor nas roupas. Eles fazem você parar de suar, o que cá pra nós não é nada natural. Precisamos de suar, para regular a temperatura do nosso corpo durante a atividade física.
  6. Prefira desodorantes naturais que atualmente são mais fáceis de encontrar nas lojas. Podendo até ser feitos em casa, sem os componentes químicos prejudiciais para nossa saúde, como o alumínio. Os a base de óleos essenciais permitem que você transpire de forma saudável e ainda previnem contra as bactérias que causam odores.
  7. Após a aplicação do desodorante industrializado, espere um pouco antes de vestir suas roupas. Isso permite que as substâncias sejam absorvidas pela pele, reduzindo a chance delas se transferirem para o tecido.
  8. Não guarde roupas ainda úmidas. Depois de lavadas, estenda as peças em um local arejado e deixe secar bem antes de guardar.

Agora você já sabe como cuidar das suas roupas esportivas e ficar longe do famoso cecê. Mas se está precisando eliminar as bactérias que impregnaram em alguma de suas roupas esportivas, basta ficar ligado na próxima dicas com o passo a passo para cuidar das suas roupas mau cheirosas e terminar um treino suada e cheirosa.

Um segredinho que me faz sentir anormal às vezes

Vou te contar uma coisa que as pessoas ficam incrédula quando falo: Eu não uso nenhum tipo de desodorante, nenhum mesmo. Também não gosto muito de perfumes e não tenho nenhum tipo de cecê, nem depois que treino. Verdade! Terminei meu Ironman 70.3 com cheiro de protetor solar, zerada de mal cheiro, depois de 6h de prova. Milagre? Não, cuidado certo com a roupa e a pele. Só! Garanto que as dicas funcionam.

O post acabou ficando grande, mas tenho mais dicas sobre o assunto que listarei mais a frente, como: receitas de desodorante natural, os males desodorante industrializado e um SOS quando o cecê aparecer (essa é simples e boa)

Ficarei muito grata se receber um feedback seu nos comentários. Me conta o que achou destas dicas e o que te ajuda a ficar longe das “bactérias do cecê”

Deixe um comentário